Estal Andaimes - Obras
EPIs

Evite riscos! EPIs trazem segurança na construção civil

Toda empresa é obrigada a fornecer aos seus trabalhadores, de forma gratuita, Equipamentos de Proteção Individual, (EPIs) adequados e em perfeito estado de conservação e funcionamento, de acordo com as disposições das NR 6, NR 12 e NR 18 (Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego). Eles são importantíssimos na proteção, saúde e integridade física dos profissionais que estarão trabalhando na obra. Por sua vez, todo empregado é obrigado a fazer o uso desse material.

No entanto, o Brasil é um dos países com maior número de acidentes de trabalho na construção civil.  O documento divulgado pelo MTE (Ministério do Trabalho em Emprego) denominado Estratégia Nacional para Redução dos Acidentes do Trabalho 2015-2016, apontou que houve 2.797 acidentes do trabalho fatais em 2013, correspondendo a uma taxa de mortalidade de 6,53 a cada 100.000 segurados.

Esses dados não deveriam ocorrer se todos compreendessem a importância e cumprissem as normas de Segurança do Trabalho em construção civil.  O diagnóstico dos riscos ocupacionais e as regras das NRs ajudarão a empresa e o profissional da Segurança do Trabalho a definir e assegurar quais EPIs serão exigidos a cada um dos trabalhadores.  Estes, não poderão ser descartados em nenhum momento durante todo o expediente de trabalho pela segurança individual e empresarial.

Abaixo, os principais equipamentos de segurança no trabalho considerados indispensáveis para a proteção dos empregados da construção civil:

Capacete: Usado para fornecer proteção para a cabeça contra impactos causados pela queda de objetos e materiais. Obrigatório para todas as funções.

– Viseira: Protege contra partículas em projeção. Muito usado em serras circulares, lixadeiras e policortes.

– Óculos: Serve para proteção dos olhos contra partículas em projeção.Tem uma desvantagem perante a viseira: as laterais abertas, permitem a passagem de partículas.

– Protetor auditivo tipo plug: Usado para controlar a exposição ao ruído.

– Protetor auditivo tipo concha: O preferido pelos profissionais que atuam na betoneira, pois dificulta a entrada de sujeira na audição.

– Máscara para poeira: Protege contra poeiras provenientes de corte de tijolos, cerâmicas, pó de madeira etc.

– Máscara para produtos químicos: Usada para evitar inalação do pó de cimento e reagentes químicos da pintura.

– Botina de segurança: Assegura os pés contra perfurações causadas por pregos e outros. Protege contra queda de objetos pesados e escorregões.

– Cinto de segurança tipo pára-quedista: Indicado para os projetos altos. Vale lembrar que trabalho em altura é todo aquele acima de 2 metros de altura (NR 35.1.2), mesmo em andaimes fachadeiros e outras plataformas de trabalho.

– Luva de raspa: Protege de riscos de cortes ou lesões. Ex: carregamento de ferros e vergalhões…

– Luva de látex: Usada para evitar contato com cimento, argamassa, etc.

A empresa se compromete a distribuir e substituir os EPIs em caso de mal funcionamento ou desgaste e os trabalhadores responsabilizam-se pelo uso e conservação dos mesmos. É de extrema importância que os operários recebam treinamentos e orientações adequados para cada utilitário de proteção, suas normas e consequências do não uso de cada um dos EPIs.

O comprometimento com o uso correto e responsável dos materiais de segurança é essencial para ambos: Empregado e Empregador. Colaboradores seguros e protegidos  e o empregador garantindo a integridade física e profissional de seus funcionários, assegurará a entrega de seu projeto e, consequentemente o sucesso dos seus negócios.
Use os andaimes Estal Locações e mantenha seus funcionários e obra sempre seguros; Assim estaremos juntos diminuindo os altos índices de acidente de trabalho de nosso país.

Nossas Redes Sociais